Mundo Violeta

Um Mundo Violeta de Pura Espiritualidade
 
InícioRegistrar-seConectar-se
Estatísticas
Temos 473 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de MarshaWag

Os nossos membros postaram um total de 2426 mensagens em 1888 assuntos
Últimos assuntos
» Medusa
Qui 26 Mar 2015, 22:56 por tifanysangrenta

» Livro: A ilusão de Lilith
Qua 11 Jun 2014, 11:34 por SECRET LOBA BRANCA

» A Lenda da Estatua.
Dom 08 Jun 2014, 19:52 por SECRET LOBA BRANCA

» As 7 Profecias Maias
Sex 30 Maio 2014, 05:31 por † Maurício †

» História Do Slender Man
Sex 10 Jan 2014, 18:28 por † Maurício †

» Vampiros
Dom 05 Jan 2014, 19:54 por † Maurício †

» História Da Casa Do Filme The Amityville Horror
Qua 11 Dez 2013, 04:02 por † Maurício †

» Cuidado Com As Maças
Qua 11 Dez 2013, 03:54 por † Maurício †

» Sobre Wicca - Entrevista de Gilberto de Lascariz
Qui 05 Dez 2013, 19:21 por † Maurício †

Quem está conectado
1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante :: 1 Motor de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 1036 em Qui 18 Set 2014, 16:25
Parceiros

Compartilhe | 
 

 A velha e o Homem de Chapéu

Ir em baixo 
AutorMensagem
† Maurício †
ADMINISTRADOR
ADMINISTRADOR
avatar

Mensagens : 1934
Pontos : 17130
Reputação : 11
Data de inscrição : 28/11/2011

MensagemAssunto: A velha e o Homem de Chapéu   Ter 22 Jan 2013, 01:15


Minha mãe (...) Tinha dado a luz ao seu primeiro filho, minha irmã mais velha (...). Foi uma cesária, ela estava dolorida e por isso dormiu em um quarto separado, ela e minha irmã num quarto e meu pai no quarto ao lado. Fazia apenas alguns segundos que meu pai saiu do quarto quando uma senhora de idade usando óculos, saia marrom com florzinhas amarelo queimado comprida até os pés, camisa escura e segurava uma mamadeira. Ela entrou no quarto, olhou para minha mãe e minha irmã que já estavam deitadas, ela se aproximou e tentou dar a mamadeira para minha irmã mas minha mãe a abraçou e disse que minha irmã só mamava no peito, a velha recuou e a mamadeira desapareceu do nada, então a velha voou por cima da cama e começou a enforcar minha mãe, ela estava sem folego e não conseguia gritar, mesmo assim ela conseguiu se arrastar pela cama e bater na parede, meu pai rapidamente entrou no quarto e a velha sumiu pela janela. Quando eu nasci ela apareceu de novo, mas não entrou no quarto, ela apenas ficou andando de um lado para o outro cantando uma canção de ninar. No outro dia uma lâmpada sem fiação nem nada do tipo se acendeu sozinha no exato lugar que a velha estava andando.
Essa mesma velha voltou durante 6 anos seguidos, ela entrava no quarto pegava minha irmã a colocava pros pés da cama. Já comigo foi diferente, quem ia até minha cama durante a noite era um homem de chapéu, ele se sentava nos meus pés e ficava me olhando, eu nuca o vi (na minha cama) mas minha irmã que dormia no mesmo quarto que eu o viu varias vezes assim como a velha. A velha não apareceu mais, já o homem de chapéu me aparece de vez em quando. Assim como hoje de manhã quando eu o vi no banheiro. PS: Não vejo sombras nem vultos, quando vejo algo é nítido e as vezes demora até que sumam.
A velha foi sempre na mesma casa mas o homem de chapéu me persegue até em outras cidades.


Do Nosso Leitor: Thom Viatroski
Citação :
Bom Medo Extremo


Última edição por † Maurício † em Seg 28 Jan 2013, 15:40, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://mundovioleta.forumeiros.com
ForeverAlone

avatar

Mensagens : 9
Pontos : 11215
Reputação : 6
Data de inscrição : 08/03/2012

MensagemAssunto: Re: A velha e o Homem de Chapéu   Sex 25 Jan 2013, 15:29

Muito assustador isso gasp
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A velha e o Homem de Chapéu
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Namoro Cristão: a mulher pode namorar um homem mais novo?
» virou moda: crucificar homem
» Problema - (idade da mais velha)
» A alma do homem é eterna???
» José Luis de Jesus Miranda - Se diz Jesus Cristo homem.

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Mundo Violeta  :: Contos | Mitologia | Lendas Urbanas | Relatos :: Relatos-
Ir para: